E a "maçã" continua firme..

 E a “maçã” continua firme


 
Depois de muito tempo, mas muito mesmo, voltei a NY para um trabalho, que infelizmente não posso contar por estar regido sob um contrato especial de serviços.
O interessante foram as diferenças que notei na cidade, afinal a última vez que estive lá foi na festa da virada do século. Imaginem as mudanças... Já não se come mais comida mexicana e chinesa, o povo norte-americano, pelo menos o novayokino, emagreceu e não foi pouco! Antes era o paraíso dos obesos, agora em SP parece ter muito mais! Os manos que antes andavam com aparelhos de som colados no ouvido a todo volume, numa arrogância só agora trabalham duro como o resto do mundo! Outra coisa que notei, o norte-americano está mais afável, acho que descobriram que vamos levar divisas e não subtrair. Me senti completamente seguro em todos os lugares, também o que tem de policiamento é absurdo.
Uma coisa boa, o Brasil está em alta, parece estar bem prestigiado. Ah! Japoneses turistas nem tem mais, agora são indianos e sul-americanos. A comida continua deliciosa, claro que se comer fast food no café da manhã, almoço e jantar ninguém vai aguentar. É a maior das praças de alimentação a céu aberto do mundo. Sabe o que não tem mais? O TKS que tinha na Times Square, que vendia tickets para teatro, agora é um posto policial... uma pena!
O trânsito é ótimo e NY é maior que SP e rio. Os taxis continuam como sempre, carros japoneses deram lugar as Vans gigantes americanas e tem uma rede de café que se chama Starbucks que tem umas três em cada quarteirão, impressionante! Outra grande diferença.. como tem gente! São milhares e milhares de pessoas, concentradas nas lojas e nas ruas, uma coisa! Ou seja, podemos aprender a fórmula e aplicar aqui, né?
Ah, o melhor: não tem um, mas nenhunzinho motoboy nas ruas, é uma sensação maravilhosa!

 

Carlos Rielli

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL , Sudeste , SAO PAULO , PERDIZES , Homem

 
    Visitante número: